28/10/2020 às 07h28min - Atualizada em 28/10/2020 às 07h28min

No embalo de Erasmo Carlos, Ronaldo Dimas tem um candidato para chamar de seu


Foto: Divulgação
 
Artigo de opinião - Alberto Rocha

O prefeito Ronaldo Dimas escolheu Wagner Rodrigues sozinho no silêncio do seu gabinete. Wagner Rodrigues é o próprio Dimas com nova configuração. É claro que o prefeito dá hoje para receber amanhã. 

A candidatura de Rodrigues é um jogo combinado com cartas que estão sendo jogadas agora, mas de olho no futuro. Wagner é o sinal verde de Dimas rumo a uma candidatura ao governo em 2022.

Mas, alto lá. Wagner precisa entender a importância do momento e não se descuidar, pois os planos podem se perder na poeira.

Como diz Belchior, deixando a profundidade de lado, é bom que Wagner carregue no bolso a própria carteira de identidade e não apenas o CPF de Dimas. Wagner precisa passar a imagem de que existe por si só e que não é apenas a sombra do prefeito.

Já Elenil da Penha, que não está interessado em nenhuma teoria nem em bagaço de cana, segue na luta, decidido a tirar Wagner do caminho e acabar de vez com os planos de Dimas para 2022.

Mas até lá haverá muitos jantares e encontros, antes do sol desaparecer no horizonte.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento