30/09/2020 às 07h54min - Atualizada em 30/09/2020 às 07h54min

Especialista do HDT-UFT destaca a importância de dialogar sobre a prevenção ao suicídio


HDT-UFT: Assessoria de Comunicação
 
Neste mês voltamos a atenção para a Campanha de Prevenção ao Suicídio, o “Setembro Amarelo”. Desde de 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), junto ao Conselho Federal de Medicina (CFM) e outras entidades, organiza nacionalmente a campanha informativa, que visa, por meio do conhecimento, combater a triste realidade a qual assola à população brasileira e mundial. Segundo dados da ABP, são registrados mais de um milhão de casos de suicídio no mundo a cada ano e no Brasil são cerca de doze mil suicídios anualmente.
 
De acordo com o médico psiquiatra do HDT-UFT, Marcos Superbo, os transtornos mentais estão intrinsecamente relacionados com essas estatísticas, tendo a depressão como principal causa, seguida do transtorno afetivo bipolar e do abuso de substâncias. Infelizmente os dados também nos mostram o crescente e alarmante aumento do número de jovens que chegam a praticar suicídio.
 
O especialista acrescenta: “Em tempos em que as relações humanas se tornam cada vez mais líquidas e instáveis, a campanha do “Setembro Amarelo” vem clamar pela vida quebrando vários mitos e mostrando o quanto é importante dialogar sobre o suicídio, seus fatores de risco e sinais de alerta. Mostra também a importância da sintonia entre os ambientes familiares, laborais ou escolares, no intuito de levar as informações mais precisas para as pessoas mais vulneráveis”.
 
Todo esse contexto é agravado pela pandemia enfrentada hoje pelo mundo, em que o isolamento, a ansiedade traduzida pelo medo de um inimigo invisível e a proximidade da morte podem ser porta de entrada para os transtornos mentais.
 
Visando levar conhecimento como forma de combate do suicídio, o HDT-UFT realizará uma mesa redonda online, transmitida pelo aplicativo Microsoftware Teams, com o tema “Conversando sobre Prevenção ao Suicídio”.

O evento, organizado pela equipe multiprofissional do hospital, será ministrado por profissionais da equipe com experiência em Saúde Mental (dentre eles: médico psiquiatra, psicólogo, terapeuta ocupacional e assistente social), no dia 30 de setembro, às 15h. O evento terá o seguinte conteúdo programático:

Definição de suicídio;
Mitos sobre o comportamento suicida;
Fatores de riscos e proteção;
Prevenção do suicídio;
Posvenção do suicídio;
Rede de atenção;
Qualidade de vida e Promoção da Saúde Mental.
 
Conheça os Facilitadores:
 
Marcos Superbo – Psiquiatra e especialista em Psiquiatra (ABP), atuou em CAPS e CAPS/AD.
Satila Evely - Psicóloga e especialista em Saúde Pública (UCAM); em Atenção ao consumo e consumidores de SPAs (UFBA); em Educação (UFT). Atuou em CAPS, CAPS/AD-III e NASF.
Juliana Maciel – Terapeuta Ocupacional e especialista em Saúde Mental. Atuou na Atenção Psicossocial pela Faculdade Laboro (São Luís – MA) e atuação em CAPS I e APAE.
Isabel Maranhão – Assistente Social e especialista em Geriatria (UFT). Atuou em CAPS II e CRAS. (UFT).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento