24/09/2020 às 07h29min - Atualizada em 24/09/2020 às 07h29min

Candidatos devem abandonar clima do já ganhou; quem decide a eleição é o eleitor, o dono do voto


Foto: Ilustração
 
Artigo de opinião - Alberto Rocha

A eleição nem começou, mas muitos políticos já decidiram o que o eleitor ainda nem pensou: em quem votar para prefeito ou vereador nas próximas eleições, em novembro. 

O clima do já ganhou ganha força entre partidários e próprios candidatos a prefeito ou vereador. Na corrida de vereador, por exemplo, tem até lista pronta com nomes dos supostos eleitos, incluindo quem vai ser o próximo presidente da Câmara.

Também, para prefeito, a tendência é a mesma.  Mas é bom que os candidatos apressados aprendam uma lição: a autoconfiança e a arrogância são o caminho mais curto para a desgraça.

Até o dia da eleição, muita água vai passar por baixo da ponte que cruza o longo  e espinhoso caminho até às urnas. Por isso, cautela, candidato, cautela. Menos, menos; devagar, pois o eleitor é de barro. 

Como dizia minha vó: o arrogante, geralmente morre engasgado na própria empáfia. 

O já ganhou é pior que o já perdeu. Então, que sobrevivam os humildes.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento