26/08/2020 às 08h06min - Atualizada em 26/08/2020 às 08h06min

Governo do Tocantins atende mais de 7 mil famílias em mais uma etapa de entrega de cestas básicas


Foto: Governo do Tocantins 
 
Os profissionais da música do Tocantins estão entre as categorias mais afetadas pela crise econômica gerada pelo isolamento social, em consequência da pandemia da Covid-19. A Associação dos Músicos de Araguaína e o Instituto Musical Artístico Tocantinense estão sendo beneficiados pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), com a distribuição de cestas básicas. Os recursos para a compra dos alimentos são oriundos de emendas parlamentares de deputados estaduais. 

“Esse é um período muito difícil para a categoria. Somos uma das classes que mais estão sofrendo. Paramos no início de maio e todas as profissões já estão voltando às atividades, mas nós nem sabemos quando voltar”, afirmou o músico Joel Lima.

Somente para a Associação dos Músicos de Araguaína estão sendo entregues mais 200 cestas básicas. 

Mais uma etapa

Com objetivo de garantir a segurança alimentar das famílias vulneráveis e de famílias de profissionais afetados pela pandemia da Covid-19, o Governo do Tocantins, por meio da Setas, inicia  nesta terça-feira, 25, e prossegue até domingo, 30, mais uma etapa de entrega de cestas básicas, atendendo mais de 7 mil famílias em diversos municípios do Estado. Desde o mês de março deste ano, mais de 310 mil famílias foram atendidas.

A iniciativa é uma determinação do governador do Estado, Mauro Carlesse, com a proposta de suprir as necessidades das famílias vulneráveis, por alimentos, nesse período.

Municípios

Ananás, Aguiarnópolis, Aragominas, Araguaína, Araguanã, Araguatins, Arapoema, Bandeirantes, Cachoeirinha, Carmolândia, Filadélfia, Guaraí, Itacajá, Nazaré, Nova Olinda, Palmeiras, Pau D'arco, Riachinho, Santa Fé, São Miguel, Tabocão e Wanderlândia. As famílias serão atendidas por meio de associações e dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos municípios. (Secom).




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento