19/08/2020 às 07h40min - Atualizada em 19/08/2020 às 07h40min

Pré-candidatos às prefeituras do Tocantins não podem fracassar na mexida de peças do tabuleiro político


 
Alberto Rocha

Política não é uma ciência exata. Além de se parecer com uma nuvem que muda a todo instante, é também um jogo de xadrez; quem joga a peça errada, corre o sério risco de perder o jogo. Porém, quem mexe o tabuleiro certo, abre-se uma ampla janela que dá 99% de chances de vitória.  

Com as  eleições municipais às portas ( mesmo com a pandemia assustando a população), o tabuleiro do xadrez político se movimenta, com jogadas feitas, geralmente,  na madrugada, quando o eleitor dorme o sono profundo.

Muitos se perguntam: e o governo não vai influenciar nas eleições? É claro que vai. Só os mais inocentes pensariam ao contrário. Nas principais cidades do Estado, vai funcionar a mão forte do governo; é uma questão de sobrevivência política.

Em Gurupi, por mais que se diga que as eleições já estão decididas a favor de Gutierrez, é preciso calma, pois cautela e humildade não fazem mal a ninguém.

Em Palmas, o campo está aberto para todos os pré-candidatos. Fala-se que  que se costura uma aliança entre a atual prefeita, Cinthia Ribeiro, que deve ir para a reeleição, e o presidente da Câmara, Marilon Barbosa (com suposto aval do governo), para vice. Mas surge uma “pedra de tropeço” no caminho, que pode derrubar muita gente: Eli Borges. Nesse caso, como ficaria o governo?

Também, em Palmas, outros pré-candidatos postulam a Prefeitura, como Alan Barbiero (Podemos) e Marcelo Lelis(PV).

Em Araguaína, o tabuleiro é doido. De qual lado o governo vai ficar? 

Do lado do prefeito Ronaldo Dimas, fala-se que Wagner Rodrigues deve ser o candidato. Porém, há outros que desejam entrar pela mesma porta: Elenil da Penha e Marcus Marcelo. 

Talvez, a situação mais confortável seja a de Jorge Frederico, que reafirma ser o único candidato da oposição ao prefeito. Só resta a Jorge olhar bem as peças do tabuleiro, para não errar a jogada.

O PT também acena com candidatura própria, a do juiz aposentado, Leador Machado. Com uma militância canina, os petistas precisam encarar as peças do sistema, que costuma ser bruto.

Ainda, em Araguaína, Batista Cabixaba, empresário e ex-vereador, já lançou pré-candidatura, jogando mais gasolina na fogueira de vaidades dos outros pré-candidatos. 

Independentemente dos candidatos,  existe um tabuleiro com peças chaves. Quem jogar certo, ganha; quem mexer errado, perde o jogo. Um conselho? Chamem Magnus Carlsen, atualmente, o melhor jogador de xadrez no mundo.



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento