18/08/2020 às 07h42min - Atualizada em 18/08/2020 às 07h42min

Aglomeração e consumo excessivo de bebidas aumentam os casos de covid-19 em Araguaína e Palmas


 
Alberto Rocha 
 
Não precisa de opinião de nenhum especialista para se chegar a esta conclusão: falta de máscara e de solidariedade, aglomeração de pessoas  e o consumo excessivo de bebidas alcóolicas são os fatores principais que estão puxando  para cima os casos de contaminação de covid-19  nas duas principais cidades do Estado: Araguaína e Palmas.

Em Araguaína e Palmas, campeãs do covid-19, é normal ver aglomeração de pessoas sem máscara nos bares, nas conveniências, nas ruas, nas praias, festas escondidas, nas chácaras, pistas de caminhadas, parques, nos clubes e outros segmentos de ajuntamento de pessoas. Em quase todos os lugares não se respeita o distanciamento social.

Mas, pelo que parece, não está havendo muito empenho das autoridades em proibir ou coibir ajuntamento de pessoas sem máscaras nas duas cidades e em outras, também atingidas em grande escala pela pandemia. 

Se por um lado há exageros no suposto cumprimento às regras, por outro, há desrespeito, falta de solidariedade, descumprimento de decretos, um verdadeiro show do que não fazer. Já já chegaremos a 40 mil  casos da doença no Estado. E de quem será a culpa?  Como sempre acontece, a culpa será de quem morrer.

Mas é bom ressaltar que quem impõe regras, também deve se esforçar no sentido de vê-las cumpridas. Caso contrário, será apenas soltar foguetes para a plateia.



 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento