08/08/2020 às 07h56min - Atualizada em 08/08/2020 às 07h56min

Pré-candidato condenado por improbidade administrativa está inelegível; justiça negou recurso de embargos declaratórios


Foto: Divulgação 
 
O ex-prefeito de Dois Irmãos e pré-candidato, João Carlos Botelho Martins, perdeu mais uma na justiça , o que pode  atrapalhar  a  intenção dele de ser candidato a prefeito do Município, que fica no centro norte do Estado.

João Carlos já teria sido condenado  por improbidade administrativa quando foi prefeito de Dois Irmãos. Após julgamento, o ex-prefeito havia entrado com  pedido recursal chamado de embargos declaratórios, espécie de recurso  que tem como objetivo reparar eventuais defeitos ou imperfeições em decisões judiciais. Mas a justiça negou o pedido de João Carlos, o que pode colocar o ex-gestor na lista dos inelegíveis.

A condenação de João Carlos foi a pedido do Ministério Público, que entrou com uma ação civil de improbidade administrativa  nº 5001683 - 13.2012.8.27.2726/TO.

Para a justiça, na decisão que negou o recurso  dos embargos declaratórios, “ a sentença (que condenou João Carlos) foi suficientemente clara quando reconheceu a conduta do gestor como improbidade administrativa, uma vez que restou comprovado a existência de contratação direta sem prévio procedimento licitatório, dessa forma, é indiscutível o dever do gestor de ressarcir o erário público”, diz trecho do despacho.

João, que já foi prefeito por duas vezes em Dois Irmãos, além de ficar inelegível, terá que pagar multa.



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento