17/07/2020 às 07h46min - Atualizada em 17/07/2020 às 07h46min

ML relança campanha de reconhecimento e identificação de corpos carbonizados ou em estado avançado de decomposição


Foto: Governo do Tocantins 
 
O Instituto Médico Legal (IML), órgão da Superintendência da Polícia Científica da Secretaria da Segurança Pública, irá relançar no mês que vem, a campanha educativa para acelerar o processo de identificação de vítimas cujos corpos tenham passado por processos de carbonização, esqueletização ou em estado avançado de composição. O objetivo da campanha é conscientizar os cirurgiões-dentistas (públicos ou privados) sobre a importância de guardar e disponibilizar os prontuários odontológicos dos pacientes.
 
De acordo com a diretora do IML Tocantins, Georgiana Ferreira Ramos, o material informativo e explicativo da campanha será encaminhado por e-mail aos cirurgiões-dentistas cadastrados no Conselho Regional de Odontologia (CRO/TO).
 
Georgiana Ramos relata que das 16 ossadas humanas que deram entrada no IML em 2019, 10 foram identificadas pela Odontologia Forense. Já no primeiro semestre de 2020, mesmo com as atividades restringidas devido a pandemia do novo Coronavírus, de 14 ossadas/cadáveres em avançado estado de decomposição, seis foram identificados pela Odontologia Forense.
 
O trabalho de identificação realizado pela Odontologia Forense traz também alívio para familiares que vivem a angústia de não terem notícias de seus entes queridos. (Governo do Tocantins).




 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento