11/07/2020 às 07h49min - Atualizada em 11/07/2020 às 07h49min

Mulher faz cirurgia de câncer de mama, pega covid-19 no hospital e ainda descobre que tem doença grave no coração; dois meses internada, ainda não fez cirurgia

 
Alberto Rocha

A tocantinense Josefa Carneiro dos Santos, 65 anos,  está entre a vida e a morte, contando nos dedos o tempo que ainda resta para viver. Mas tudo poderia ser diferente se ela já tivesse feito uma cirurgia de urgência, solicitada há dois meses por médicos cardiologistas do Hospital Regional de Araguaína, HRA.

A história de Josefa mudou quando, em março deste ano, fez uma cirurgia de câncer de mama. Ao ser internada para fazer a primeira quimioterapia, os exames mostraram que ela estava com dissecção aórtica. Os médicos alertaram Josefa sobre os riscos que ela corria. A mulher foi internada imediatamente para tratar a doença. Passados quase dois meses, impera o silêncio e nenhum sinal de cirurgia.

Josefa diz que só está vivendo graças a milagres divinos, pois, com o problema sério no coração, não poderia ter feito a primeira cirurgia para a retira do câncer de mama.  “Eu sentia fortes dores do pé da barriga ao pescoço; os médicos ficaram assustados, mas  sobrevivi à cirurgia,  e atribuo isso a um milagre de Deus na minha vida

Inconformados com a demora do hospital, amigos de Josefa acionaram o Ministério Público para que o órgão entrasse com uma ação exigindo que o Estado fizesse imediatamente a cirurgia, mas até agora nada aconteceu.

E para piorar ainda mais a situação, no dia 10 de junho, Josefa pegou covid-19 no hospital. Ela foi levada para a ala  de pacientes com a doença e ficou recuperada. “Foi mais um milagre de Deus na minha vida”, diz Josefa.
 
Josefa avisa que só tem mais quatro meses de vida, pois, segundo ela,  os médicos disseram que quem tem esse tipo de doença-  dissecção aórtica tipo A, tem,  no máximo, um ano de vida.  “Estou com medo, pois o meu tempo está acabando; peço ajuda das autoridades que olhem com carinho para casos urgentes aqui no Hospital, como o meu”, desabafa Josefa.

Sobre a paciente

Josefa tem 64 anos, é corretora de imóveis, é natural de Itacajá-TO, filha de  Osvaldo carneiro dos Lopes  e Deuzina Maciel dos Santos; ela está internada  no HRA, na ala B, leito B 2, desde o dia 13/05/2020.
 
O que é dissecção aórtica

Dissecção aórtica é uma emergência médica em que a camada interna do vaso sanguíneo principal que se ramifica do coração (aorta) rompe. Entre os sintomas, estão dor súbita e intensa no peito ou na parte superior das costas, que se irradia para o pescoço ou para a parte de baixo das costas e perda de consciência.

Nota do Governo do Estado

O site otocantins pediu um posicionamento do Governo do Estado que, em nota, disse: 

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) explica que a paciente citada por este veículo encontra-se sob os cuidados da equipe multiprofissional do Hospital Regional de Araguaína (HRA) onde passou por avaliações de especialistas e teve a aprovação para realização do procedimento cirúrgico no último dia 09.

A SES informa que nesta sexta-feira, 10, o cirurgião cardíaco solicitou exames complementares, com o objetivo de realizar o agendamento do procedimento aprovado. Esses exames fazem parte de pré-operatório e já estão sendo providenciados dentro do HRA”.

Palmas, 10 de julho de 2020 - Secretaria de Estado da Saúde -Governo do Tocantins.





 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento