15/06/2020 às 09h44min - Atualizada em 15/06/2020 às 09h44min

A ativista Sara Winter foi presa pela Polícia Federal, em Brasília, na manhã desta segunda-feira


Foto: Divulgação 
 
A polícia federal prendeu  a ativista Sara Winter a pedido do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes. Winter é líder do grupo 300 do Brasil

Ligação com movimentos feministas

Winter ficou conhecida anos antes, em 2012, quando participava do Femen, grupo feminista de origem ucraniana que organizou protestos na Eurocopa.

Seguindo os passos do Femen, em 2013, Sara também organizou manifestações pela não realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Ela chegou a ser detida em uma das manifestações por ato obsceno e por chamar policiais de "assassinos".

Sara Winter é um dos líderes das manifestações em Brasília que pedem o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, entre outras instituições.

Outros integrantes do grupo estão sendo presos nesta manhã. Além da detenção da ativista, há ordens para levar para a cadeia outras cinco pessoas. Até agora, apenas um mandado foi cumprido. 

Sara Winter faz parte do movimento de apoio ao presidente Jair Bolsonaro chamado 300 do Brasil. (fonte R7).


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento