09/06/2020 às 08h14min - Atualizada em 09/06/2020 às 08h14min

Mais uma polêmica envolvendo Prefeitura no Tocantins; Prefeitura contrata, sem licitação, curso online por R$ 297 mil


Foto: Divulgação 
 
Parece que a Prefeitura de Colinas do Tocantins, região centro norte do Estado, não se importa muito com a opinião pública, que vem contestando alguns atos praticados pelo Município.

Depois de tentar contratar uma psicóloga por 57 mil reais para o enfrentamento ao coronavírus, agora o Município se vê no meio de mais uma confusão, que pode deixar ainda mais o prefeito Adriano Rabelo em situação ruim diante da opinião da população de Colinas.

Com o Estado de Emergência decretado no Município, a Prefeitura vai contratar curso online, sem licitação, pela bagatela de R$ 297 mil. A empresa contratada será a N.T.C Treinamentos, eventos e serviços Ltda.  O contrato foi publicado no Diário Oficial do Município, 766, na última sexta-feira.

A prefeitura, comandada por Adriano Rabelo, contratou a NTC para ministrar um curso online de 10 horas de duração para os profissionais da saúde do município, com o tema voltado para o enfrentamento ao Covid 19. Mas o que chama a atenção é que diversos órgãos de saúde estaduais, federais e até instituições  internacionais ofereceriam a mesma capacitação sem custos. 

Para o vereador Leandro Coutinho, o ato seria mais uma vergonha para o Município. “É mais uma barbaridade esse ato vergonho para Colinas. Contratar a mesma empresa que já foi contestada aqui é pegar o dinheiro do povo e jogar no lixo. O dinheiro não é dele (do prefeito), mas é do povo”, disse. 

Na mesma direção, opinou o vereador Romerito Guimarães. “Em vez de comprar respiradores, EPIs, ou até medicamento para o nosso hospital, o prefeito Adriano está gastando o dinheiro público mais uma vez equivocada. A nossa cidade padece nas mãos dessa má administração”, disse o vereador.







 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento