02/06/2020 às 08h07min - Atualizada em 02/06/2020 às 08h07min

Homem que foi espancado e que ficou hospitalizado mais de 2 meses em UTI pede ajuda; ele está numa cadeira de rodas


Foto: Divulgação 

 
Um crime que chocou a cidade de Guaraí, centro norte do Estado, está até hoje sem solução. 

Antonio Kato, 43 anos de idade, foi atacado por desconhecidos que o espancaram na cabeça, deixando-o quase sem vida. Achado por policiais militares no meio da rua como morto, o homem foi levado para o hospital regional de Araguaína, onde ficou por mais de dois meses numa UTI. “Ele sobreviveu graças a um milagre”, disse uma enfermeira que atendeu ao homem no hospital.

Após receber alta, foi para casa, em Guaraí, onde vive numa cadeira de rodas, pois perdeu os movimentos das pernas e a fala, em consequência das fortes pancadas na cabeça.

Sem receber nenhum benefício do INSS e com atendimento nos postos de saúde de Guaraí suspensos por conta do coronavírus, o homem está passando por dificuldades. Quem cuida dele é um irmão, que teve que deixar o emprego em Goiânia para vir cuidar do doente. 

Antonio, que mora no setor Nova Esperança, na rua Tucumã, quadra 1, lote 2, Guaraí, está precisando de fraldas descartáveis, tamanho G, roupas e comida.

Os interessados em ajudar, podem chamar pelo whatzapp (62) 98446-7760 (Carlos-irmão do Antonio).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento