28/05/2020 às 07h49min - Atualizada em 28/05/2020 às 07h49min

Entidade que atende crianças pobres na capital pede ajuda para atender famílias carentes durante a pandemia

Alberto Rocha

Foto: Divulgação 

Alberto Rocha

 
A creche comunitária Abavi - Projeto Social Criança Feliz- apela para a solidariedade das pessoas para arrecadar material de primeira necessidade para famílias carentes e pobres de Palmas.
 
A creche, situada na 409 Norte, APM 14, alameda 11, Palmas, Tocantins, atende gratuitamente 115 crianças carentes, entre 0 a 4 anos de idade, todas moradoras na região sul da capital. O projeto social é mantido com doações voluntárias da comunidade e empresários.
 
Entre as atividades desenvolvidas pela instituição, estão alfabetização, recreação, atividades pedagógicas, atendimento odontológico e médico, serviços prestados por profissionais voluntários.
 
Nesse período de pandemia do coronavírus, as atividades da creche estão suspensas, mas o trabalho social continua com a população carente, especialmente com as famílias das crianças atendidas na instituição.
 
Segundos os responsáveis pela Creche, todas as doações que a instituição está recebendo estão sendo direcionadas às famílias  desempregadas ou que estejam em situação de risco e vulnerabilidade social.
 
Estão sendo arrecadados alimentos não perecíveis ou doações financeiras para pagamento de despesas com água, energia e combustível para atendimentos à população carente.
 
Os interessados em ajudar, podem ligar para o número: (63) 3225-0076 ou depositar qualquer quantia em uma das contas correntes da própria instituição: Banco do Brasil - Agência: 3962-4;  C/C: 21975-4; CNPJ: 08.609.108/0001-98 - Associação Beneficente de Assistência à Vida.
 
Caixa Econômica - Agência: 2525 - operação: 003; C/C 6594-8
CNPJ: 08.609.108/0001-98- Associação Beneficente de Assistência à Vida.
 
O que é a Abavi
 
A abavi - Associação Beneficente de Assistência à Vida, foi fundada em 20 de janeiro de 2007, em Palmas, capital do Tocantins. A Abavi é uma instituição sem fins lucrativos que ajuda famílias pobres e crianças carentes de 2 a 6 anos de idade e que estejam sujeitas à vulnerabilidade social. A instituição é mantida com doações voluntárias.
 
Na época da criação da Associação, os responsáveis detectaram grande número de crianças pobres vivendo em condição de miséria, especialmente na região sul da capital. Muitas delas não tinham pai nem mãe, estavam fora da escola, marginalizadas, agravando ainda mais o quadro social das crianças.
 
O projeto, que atende atualmente 115 crianças pobres, é filantrópico e depende de doações para continuar suas atividades.


 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento