27/02/2020 às 20h28min - Atualizada em 27/02/2020 às 20h28min

Justiça absolve o empresário Eduardo Augusto da morte de Wenceslau Leobas, em Porto Nacional


Foto: divulgação                                                                                     Eduardo Augusto

Alberto Rocha
 
A 1ª Vara Criminal de Porto Nacional absolveu Eduardo Augusto Rodrigues Pereira da acusação de autoria da morte do empresário Wenceslau Gomes Leobas de França Antunes, fato ocorrido ainda em  janeiro de 2016,  em Porto Nacional, a 60 km de Palmas.
 
Eduardo Augusto era suspeito de ter encomendado  a morte de Wenceslau Leobas, que era dono de postos de combustíveis em Porto Nacional. Na época do crime, Eduardo Pereira era presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Tocantins, Sindiposto.
 
O Ministério Público Estadual  ofereceu denúncia imputando ao acusado Eduardo Augusto Rodrigues Pereira a autoria do crime, motivado por suposta concorrência comercial.
 
Nesta quinta-feira, 27,  o juiz da  1ª Vara Criminal de Porto Nacional, Alessandro Hofmann Teixeira Mendes,  decidiu inocentar o acusado do crime justificando falta de provas da materialidade do fato ou da existência de indícios suficientes de autoria por parte de Eduardo na participação do crime.
 
Entenda
 
No dia  28/01/2016, por volta das 06h15, na Avenida Presidente Kenedy,  Centro de Porto Nacional, Wenceslau Gomes Leobas de França Antunes foi atingido por disparos de arma  de fogo,  calibre 12, quando saía de casa.
 
Os acusados pelos disparos foram José Marcos de Lima e Alan Sales Borges. Após o crime, os dois homens teriam fugido rumo a Palmas, sendo presos logo sem seguida pela Polícia Militar. Na delegacia, os  homens confessaram o crime.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento