27/11/2019 às 07h35min - Atualizada em 27/11/2019 às 07h35min

O Messias Bolsonaro não vem ao Tocantins, mas mandou um forte abraço

Alberto Rocha - Alberto Rocha

foto: folhadobico

Alberto Rocha

 
Prefeitos com sorriso amarelo, governo decepcionado e fãs frustados com o adiamento da vinda de Bolsonaro ao Estado
 
Mas, o que estaria por trás do cancelamento ou adiamento da viagem do presidente Bolsonaro ao Tocantins? Ninguém sabe, mas há os que conspiram dizendo que o adiamento não teria sido por questão de agenda, mas de intrigas políticas. Alguém querendo levar vantagem na vinda do presidente pop star  ao Tocantins?
 
Uma coisa é certa: Bolsonaro não virá amanhã, mas mandou um abraço à população tocantinense. A mensagem foi gravada por Bolsonaro em vídeo ao lado do senador  Eduardo Gomes, líder do governo.
 
Se Eduardo Gomes está  com a bola cheia junto  a Bolsonaro, o Governador  Mauro Carlesse também está bem por aqui, suas contas foram aprovadas no Tribunal de Contas e obras estão aparecendo.
 
Mas uma coisa é certa:  o adiamento da vinda de Bolsonaro deixa o governador , os 139 prefeitos do Estado, além dos fãs, decepcionados.
 
Não é para menos.  Bolsonaro assinaria  a liberação do empréstimo do Estado junto à  Caixa Econômica Federal, valores que chegam aos  600 milhões de reais, dinheiro que Carlesse pretende tocar obras importantes, além de distribuir uma parcela deste valor a todos os prefeitos tocantinenses. Tem prefeito lambendo os beiços quando se fala nesse  dinheiro.
 
Tudo bem que Bolsonaro não virá amanhã, quinta-feira, 28, mas o presidente, ao lado de Eduardo Gomes, mandou um forte abraço.
 
Como diz o caipira:  “Pá bom entendedô um pingo é sinar di chuva”
 

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento