11/11/2019 às 09h53min - Atualizada em 11/11/2019 às 09h53min

No Tocantins, caverna de mais de 500 metros e descoberta há 200 anos, esconde mistérios, lendas e histórias

Alberto Rocha - Alberto Rocha

Alberto Rocha
 
Uma experiência sem igual. Esta é a sensação ao visitar a Caverna   do Zoador,  na região da Taboca, Município de Babaçulândia, norte do Estado, a 450 km de Palmas.
 
Quem visita a caverna tem a sensação de que o lugar parou no tempo. O comprimento do buraco chega a  535 metros; em alguns lugares, a altura atinge 50 metros.
 
O curioso é que no interior da caverna corre um riacho de águas cristalinas, o córrego  Zoador, que  corta  a gruta de ponta a  ponta. O riacho  é formado pelas águas da planície, que penetram  no interior da montanha e saem por uma abertura de pouco mais de 2 metros de largura.
 
O local foi descoberto há mais de 200 anos, mas ainda não é explorado, pois nunca foi divulgado e fica num lugar pouco visitado, a 26  km de Babaçulândia. Para chegar até à caverna, a pessoa precisa de ajuda de alguém que more próximo ao local, além de andar 10 km a pé ou em lombo de animal. A caverna, além de abrigar animais selvagens, é rico em lendas e histórias contadas pelos moradores da região.
 
“Eu e meus amigos estávamos andando dentro da caverna e encontramos um jacaré gigante que botou a gente para correr, ele não deixou a gente passar e tivemos que voltar”, conta  um guia turístico do local.
 
Numa Brasil, existem cerca de 16.369 cavernas já catalogadas, de acordo com dados do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas.  Certamente, a do Zoador não está entre elas. Até agora não houve um trabalho de exploração ou mesmo de catalogação da gruta, que é considerada por pesquisados universitários que já estiveram no local, como uma das maiores do país.
 
Para tentar mostrar esse potencial turístico do Município, será realizado em Babaçulândia o Primeiro Workshop de Turismo. O evento acontece no dia 11 de dezembro e será realizado pelo Município em parceria com o Governo do Estado, Ministério do Turismo, Ceste, Sebrae, entre outros parceiros.
 
Mais informações sobre a caverna, pelos telefones (63) 9255-2375 (Pedro) e 9112-1447 (Ricardo).
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento